A lei do quão (Paulo Leminski)

       Deve ocorrer em breve
uma brisa que leve
       um jeito de chuva
à última branca de neve.

       Até lá, observe-se
a mais estrita disciplina.
       A sombra máxima
pode vir da luz mínima.

[do livro Distraídos Venceremos]

2 comentários:

  1. poema imenso, de significâncias que me cabem como uma luva...

    ResponderExcluir
  2. existe uma pessoa que amo que sofre por este dilema

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget
Este é apenas um acervo de poemas de Leminski encontradas na internet, com objetivo de divulgar a obra poética deste maravilhoso poeta. Compre os livros!

Veja mais poemas!