[o que o barro quer] (Paulo Leminski)

o barro
toma a forma
que você quiser

você nem sabe
estar fazendo apenas
o que o barro quer

5 comentários:

  1. Meu esta merda que tu chama de poesia e uma merda vew vai achar oque fazer eu to desesperado por uma poesia que fale sobre o barro e tu me escreve esta bosta seu FDP ;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você que é um retardado. Quando começar a estudar materialidade e signo linguístico, por exemplo, compreenderá um pouco mais. (Mas na verdade nem precisaria tanto).

      Excluir
    2. que boboca você é! Isso mostra tambem que a pessoa conhece pouco sobre o barro. todas as ceramistas que conheço amam o poema, pois retrata a realidade! Como arqueóloga, louvo esse poema. Bachelard (que tem sua coletanea sobre os 4 elementos) reitera: a argila é hostil, é pura má vontade!

      Excluir
  2. Passe a expressão

    Esses tais artefatos
    que diriam minha angústia
    tem umas que vêm fácl,
    tem muitas que me custa.
    Tem horas que é caco de vidro,
    meses que é feito um grito,
    tem horas que eu nem duvido,
    tem dis que eu acredito.
    Então seremos todos gênios
    quando as privadas do mundo
    vomitarem de volta
    todos os papéis higiênicos.

    Paulo Leminski

    ResponderExcluir
  3. Essa pessoa e tão insignificante que entrou aqui só para deturpar. Não tem o mínimo de romantismo e de educação!

    ResponderExcluir

Este é apenas um acervo de poemas de Leminski encontradas na internet, com objetivo de divulgar a obra poética deste maravilhoso poeta. Compre os livros!

Veja mais poemas!