[não fosse isso] (Paulo Leminski)

não fosse isso
e era menos
não fosse tanto
e era quase

Um comentário:

  1. Genial! Leminski mistura uma sagacidade rara com uma sutileza tão sutil de um jeito que não dá pra não amar seus poemas. E nessa pseudo-simplicidade ele lembra Manoel de Barros, que também é maravilhoso :)

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget
Este é apenas um acervo de poemas de Leminski encontradas na internet, com objetivo de divulgar a obra poética deste maravilhoso poeta. Compre os livros!