[É tudo o que sinto] (Paulo Leminski)

Inverno

É tudo o que sinto

Viver

É sucinto

[pergunte ao sapo] (Paulo Leminski)

noite alta    lua baixa
pergunte ao sapo
o que ele coaxa

[um dia vai ser] (Paulo Leminski)

pelos caminhos que ando
 um dia vai ser
   só não sei quando

[a palmeira estremece] (Paulo Leminski)

 a palmeira estremece
palmas pra ela
  que ela merece

Mosaico de Paulo Leminski por Cida Carvalho


Mosaico de Cida Carvalho, paranaense residente no Distrito Federal. Imagem do site Mostra Musica dae Brasília.
Ocorreu um erro neste gadget
Este é apenas um acervo de poemas de Leminski encontradas na internet, com objetivo de divulgar a obra poética deste maravilhoso poeta. Compre os livros!